segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

Para um amigo que está no Hospital

Nesta semana foi diagnosticada Diabetes a um dos nossos amigos, que por isso está internado no hospital, mas vai voltar depressa para a escola. Todos temos saudades tuas.
Sabias que a Diabetes desenvolve-se nos adultos e nas crianças, aparentemente sem sintomas,devagar e em silêncio?
A diabetes pode ser definida como uma doença endócrina na qual existe uma produção
insuficiente ou nula de uma hormona, a insulina, por parte do pâncreas. A insulina é responsável no nosso organismo pela utilização da glucose, um açúcar sintetizado através
da nossa alimentação, pelas células que transformam este açúcar em energia.
Quando a produção de insulina é deficiente o nível de glucose no sangue aumenta acima
dos limites normais, provocando dois sintomas típicos da diabetes: poliúria (aumento
da quantidade de urina) e polidipsía (aumento da sede). Outros sintomas passíveis de
ocorrer numa diabetes não diagnosticada incluem visão enevoada, tonturas, suores,
fraqueza muscular, aumento do apetite, formigueiro e perda temporária de sensibilidade
nas mãos e pés.
Nas crianças a Diabetes é quase sempre do tipo 1 e aparece de maneira súbita, sendo os sintomas:
  • Urinar muito, podendo voltar a urinar na cama.
  • Ter muita sede.
  • Emagrecer rapidamente.
  • Grande fadiga,associada a intensas dores musculares.
  • Dores de cabeça, náuseas e vómitos.
Actualmente o aumento do número de pessoas com doenças crónico - degenerativas tem vindo a crescer Segundo a Organização Mundial da Saúde, a diabetes mellitus tipo 1 é uma das mais importantes doenças crónicas da infância em esfera mundial.
A diabetes não é uma doença contagiosa, não tem cura, mas pode ser controlada com a devida medicação.
As crianças e jovens diabéticos podem e devem participar em todas as actividades escolares sem qualquer tipo de descriminação.


1 comentário:

  1. Todos cá em casa estamos á espera do breve regresso do Bernardo á "Nossa Escola" .
    Força amigo "Aquele Abraço".
    Beijinhos e saudades da Helena.

    ResponderEliminar